UNIUV | COLTEC

Coltec

Sobre

O Colégio Técnico de União da Vitória (Coltec), mantido pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), conta com uma estrutura moderna, com 20 laboratórios de ciências biológicas, rádio, TV, informática e estúdio fotográfico, biblioteca com mais de 30 mil obras, ambiente universitário e um corpo docente formado por especialistas, mestres e doutores.

Por utilizar do ambiente universitário, o Coltec, além de formar cidadãos, proporciona aos seus alunos uma sólida preparação para o vestibular e para o mercado de trabalho.

O diferencial do Coltec é a opção de aulas em tempo integral: os alunos que fazem o Ensino Médio no período da manhã têm a possibilidade, ainda, de optar pela educação profissional no período da tarde, sem acréscimo na mensalidade. Os cursos oferecidos são o Curso Técnico em Programação e o Curso Técnico em Multimídia.


A educação dada pela escola, como instituição, para evitar a sensação de fracasso, tanto em relação às suas próprias expectativas quanto às da comunidade, precisa reinventar seu modo de trabalho, conforme a visão de mundo que se pretende e os problemas permanentes do meio atual.

Para tanto, seu currículo se embasará nos artigos 12,13 e 14 da nova LDB 9394/96, que enfoca as responsabilidades da escola, dos alunos e da comunidade, quanto ao ensino aprendizagem.

As transformações sociais exigem que a escola se reformule. O conhecimento não é nem técnica nem um ideal, mas um meio de ação da sociedade sobre si mesma.

E a escola deve ser o espaço em que de educadores e educandos procurem, juntos, compreender de que forma a sociedade age sobre si mesma, pelo conhecimento e através de suas formas de organização social, de suas formas de decisão, de suas relações de poder, de suas orientações culturais.

E, como hoje se sabe que, além da família e da escola, toda a sociedade atua sobre a educação, toda ela é convidada a participar mais explícita e objetivamente.

Professor e aluno precisam pensar que sua função é transmissão e aquisição de conhecimento e, mais, na sua intervenção na atividade coletiva e pessoal dos membros de um grupo. Por isso, mudar a relação de autoridade é meio importante, e deixar as formas estereotipadas de trabalho pedagógico, para que a transformação possa ocorrer.

A sociedade hoje exige visão geral, conhecimento das realidades em nível de mundo. Encarar a realidade é encarar a mudança. O homem, segundo Scotet, adquire plenitude, quando pode ajudar a criar o mundo no qual se move. Este homem não pode mover-se como indivíduo, mas numa consciência coletiva. A tendência é implementar uma associação estreita entre educação e sociedade. A educação não pode se esgotar com a freqüência ao sistema escolar. Ela tem que ser permanente.

Produzir conhecimento de qualidade ( a capacidade de análise, de síntese e sobretudo, de produzir novos ideários) esse é o problema fundamental para o século XXI: a cultura, aliada aos meios de vida humana, tornam a educação elemento ativador, de saúde, cidadania, ecologia e política.

A educação para a construção de um futuro passa, em primeiro lugar, por uma nova ética: compartilhar conhecimento e não manipular informações; por uma mudança sociocultural, uma educação para a paz (necessidade de respeito ao ser humano); educação para a saúde mental, social e política (sociedade democrática e participativa; e pela conciliação entre tecnologia e ecologia (evitando o ecocídio).

Como se percebe, o Colégio, além de elaborar sua proposta, deverá administrar seu pessoal e recursos, garantir o cumprimento de calendários e planos docentes, promovendo meios para recuperação e para relação da instituição com as famílias, sempre que necessário à consecução de seus fins educacionais. (Art. 12 da LDB 9394/96- 23/12/1996)

Os docentes participarão da construção da proposta pedagógica, farão seus planos de ação, zelando pela aprendizagem discente, criando estratégias de recuperação, cumprindo calendários e horários estabelecidos, facilitando a integração da escola à comunidades escolar . (Art. 13- LDB 9394/96).

A instituição escolar estabelecerá sua forma de gestão democrática, pela participação dos profissionais da educação na organização do Projeto Político Pedagógico e participação da comunidade escolar e local em conselhos de apoio. (Art.14 LDB 9394/96).

Por todos esses motivos, o Colégio Técnico de União da Vitória – Ensino Médio, quer participar da mudança social , no que lhe for possível, com currículos flexíveis, análise freqüente de seus projetos de trabalhos, e certeza de que, só coletivamente, poderá colher os frutos, a longo prazo, de sua atuação.

O Projeto Político Pedagógico estabelecerá, a título de planejamento a longo prazo, os fundamentos básicos que orientarão sua atividade, visando a uma gestão democrática e qualidade de ensino

Programação

Este curso oferece conhecimentos que preparam o aluno para atuar na programação, manutenção e configuração de computadores. Além disso, desenvolve habilidades para o desenvolvimento de Websites e para atuar como técnico de suporte em sistemas computacionais para redes locais ou via web.

O curso se mantém em constante atualização e inovação pela própria dinâmica da área computacional.

Multimídia

Este curso oferece possibilidades de conhecimento que preparam o aluno para atuar em comunicação e produção multimídia, possibilitando desempenhar funções em diversas áreas como estúdios fotográficos, gráficas, produtoras de áudio e vídeo e criação de conteúdo para redes sociais.

O aluno desenvolve as habilidades de desenho, artes, produção textual e obtém conhecimento para dominar diversos softwares de produção multimídia exigidos pelo mercado de trabalho.


Caso estiver presente no boletim do segundo bimestre de 2015 alguma disciplina com a nota 0,0 (zero) isto que dizer ausência de nota, ou seja, o professor não fechou a média nesta disciplina.

Favor procurar o professor da disciplina e/ou a coordenação do Coltec.